Área de Concentração e Linhas de Pesquisa

O Programa de Pós-graduação em Produção Vegetal concentra o desenvolvimento de suas pesquisas e formação de recursos humanos na área de concentração em Produção Vegetal junto a Capes. No PPGPV, a área de concentração em Produção Vegetal contempla, ao mestrando e ao doutorando, uma ampla e sólida formação técnica e científica, associada à visão atual da cadeia produtiva das ciências agrárias capacitando-o para atividades relacionadas às Linhas de Pesquisa onde atuam os docentes permanentes e colaboradores.

O perfil do profissional a ser formado no PPGPV deverá compreender o desenvolvimento de estudos científicos, inovação e tecnologias em sistemas diversificados na produção agrícola das Regiões de Montanha e Mata Atlântica.

A consolidação das ações no PPGPV é feita por meio das seguintes Linhas de Pesquisa:

PRODUÇÃO DE PLANTAS CULTIVADAS E NATIVAS

Descrição: Esta linha de pesquisa tem como objetivo produzir conhecimentos científicos, tecnológicos e de inovação relacionados às seguintes áreas de atuação dos docentes permanentes e colaboradores sendo: Estudos da produção agrícola associada qualidade física, fisiológica, genética e sanitária de sementes; Adoção de técnicas de produção e cultivo de plantas visando a redução dos prejuízos causados por insetos e ácaros-praga de interesse agrícola; Agricultura de precisão como ferramenta no estudo e descrição do comportamento espaço-temporal de culturas agrícolas; Manejo agroecológico para a produção plantas; Tecnologia para o cultivo de hortaliças não convencionais (HorPANC); Identificação e solução de estresses bióticos e abióticos associados aos sistemas de produção vegetal; Estudos da nutrição mineral relacionados ao crescimento e desenvolvimento vegetal; Utilização de biocarvão como condicionador do solo na produção de mudas e cultivo de plantas; Flutuação populacional de pragas associadas as plantas cultivadas e desenvolvimento de estratégias de manejo integrado; Gestão da irrigação em cultivos agrícolas; Genômica funcional de espécies cultivadas e nativas, manejo e técnicas de cultivos de fruteiras tropicais e nativas da mata atlântica, Desenvolvimento e aprimoramento de técnicas de cultivo e melhoramento do cafeeiro;Estudos genéticos e genômicos na caracterização e melhoramento de espécies nativas e cultivadas, com ênfase em produção vegetal;Melhoramento e fisiologia de plantas cultivadas (cafeeiro, milho, soja, dentre outras) visando a compreensão dos mecanismos de tolerância à seca, aspectos relacionados à produtividade e qualidade das culturas, por meio de ferramentas bioquímicas e moleculares;

Docentes: Adésio Ferreira, Fábio Luiz de Oliveira, José Carlos Lopes, José Francisco Teixeira do Amaral, Leandro Pin Dalvi, Marcelo Antônio Tomaz, Marcia Flores da Silva Ferreira, Moises Zucoloto, Renato Ribeiro Passos, Taís Cristina Bastos Soares.

PROTEÇÃO SUSTENTÁVEL DE PLANTAS

Descrição: Esta linha de pesquisa tem como objetivo produzir conhecimentos científicos, tecnológicos e de inovação relacionados as seguintes áreas de atuação dos docentes permanentes e colaboradores sendo: Manejo fitossanitário de pragas, empregando técnicas de menor impacto ambiental visando a redução do uso de agrotóxicos; Estudos fitossanitários na propagação, produção e beneficiamento de sementes;Desenvolvimento e aprimoramento de técnicas de manejo de insetos e ácaros-praga com ênfase nos preceitos estabelecidos no manejo integrado de pragas; Desenvolvimento de modelos baseados em inteligência computacional e sensoriamento remoto para a descrição de sintomatologias do ataque de pragas e doenças vegetais visando a identificação de agentes causais e a recomendação de práticas localizadas de manejos fitossanitários; Identificação de ocorrência de enfermidades em hortaliças por estresse biótico ou abiótico; Estratégias de manejo agroecológico visando a melhor convivência de hortaliças com agentes biológicos (patógenos, insetos e plantas daninhas) e os estresses abióticos;Epidemiologia e Manejo de Doenças de Plantas; nutrição mineral como ferramenta no estudo da resistência de plantas a agentes biológicos; Estudos relacionados ao manejo integrado de pragas, entre o quais, controle biológico e métodos alternativos aos agrotóxicos; Controle biológico de fitopatógenos e artrópodes-praga; diagnose molecular, etiologia e variabilidade de fitopatógenos, desenvolvimento e aplicação de estratégias biotecnológicas para superar estresses bióticos e abióticos; Mecanismos vegetais de resistência a doenças e ao ataque de artrópodes;Estudo da genética, mecanismos moleculares e genes relacionados a respostas a estresses bióticos e abióticos;Seleção de plantas para resistência/tolerância a estresses bióticos e abióticos;Aspectos bioquímicos, moleculares e fisiológicos de plantas daninhas de importância agrícola e das relações planta-patógeno.

Docentes: André da Silva Xavier, Dirceu Pratissoli, Fábio Ramos Alves, Hugo Bolsoni Zago, Hugo José Gonçalves dos Santos Junior, Milene Praça Miranda Fontes, Taís Cristina Bastos Soares, Willian Bucker Moraes.

SOLO E ÁGUA E INTERAÇÃO COM PLANTAS

Descrição: Esta linha de pesquisa tem como objetivo produzir conhecimentos científicos, tecnológicos e de inovação relacionados as seguintes áreas de atuação dos docentes permanentes e colaboradores sendo: Química, geoquímica, qualidade, poluição, manejo e conservação do solo; Dinâmica da matéria orgânica nos agroecossistemas tropicais e relação matéria orgânica desenvolvimento de plantas; Interação do desenvolvimento de mudas associadas diferentes substratos e estresses hídricos, salino e térmico; mapeamento de atributos de solo a partir de análise espacial e sensoriamento remoto; Avaliação da interação rodado/solo em cultivos mecanizados, visando aumentar a eficiência das máquinas e reduzir o impacto sobre o solo; Descrição espaço-temporal da interação solo/água/planta para otimizar e desenvolver práticas de manejo visando aumento na produtividade e sustentabilidade dos cultivos agrícolas; Nutrição mineral de hortaliças e manejo dos recursos solo e água visando potencializar o cultivo de hortaliças não convencionais (HorPANC); Associações planta-microrganismos; Avaliação e correlação da produtividade das culturas por meio de técnicas da agricultura de precisão, relacionadas a variabilidade espacial e temporal com atributos físicos e químicos do solo e teores foliares; Modelagem computacional na produção vegetal; Alterações dos atributos químicos e físicos do solo decorrentes do uso de resíduos na agricultura e dinâmica da água e nutrientes no sistema solo-planta-efluente; Mecanismos de transporte, absorção e utilização de nutrientes minerais; Eficiência agronômica de fertilizante organomineral fosfatado a base de biocarvões; Potencial de uso de biochars como condicionadores dos solos em culturas de interesse econômico; Interação solo-água-planta-atmosfera na produção e sustentabilidade dos cultivos agrícolas; Diversidade de comunidades microbianas associadas ao sistema solo-planta, bioprospecção de microrganismos habitantes dos solos com potencial biotecnológico;Relação solo-água-nutrição mineral em plantas de cajazeiro anão e plantas nativas da mata atlântica; Manejo nutricional do cafeeiro; Pedologia de ecossistemas tropicais e subtropicais; Intemperismo de minerais em solos; mineralogia e micromorfologia aplicados à pedogênese; Geoquímica de solos aplicada à pedogênese e a estudos ambientais; Intemperismo e gênese de solos; Classificação e levantamento de solos; Relação solo-paisagem - solo como registro de mudanças ambientais.

Docentes Permanentes: Alexandre Cândido Xavier, Danilo de Lima Camêlo, Diego Lang Burak, Edvaldo Fialho dos Reis, Eduardo de Sá Mendonça, Felipe Vaz de Andrade, Giovanni de Oliveira Garcia, Julião Soares de Souza Lima, Renato Ribeiro Passos, Samuel de Assis Silva.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Alto Universitário, s/nº - Guararema, Alegre - ES | CEP 29500-000